Blog

Notícias, inspiração e dicas

8 sinais que demonstram que deves investir na programação

8 sinais que demonstram que deves investir na programação

22.04.2019 David Aleixo

Hoje sabemos que muitos dos programadores que conhecemos e que trabalham a full-time não frequentaram a escola para aprender a programar. Há muitas maneiras de aprender o ofício, mas nada pode substituir o esforço que uma pessoa investe num cargo ou função.

E quais são as características comuns dos programadores e quais são os sinais de que tu deves também ser um programador?

1. Gosto de resolver problemas

A programação é sinónimo de resolução de problemas. Programar exige que se resolvam os problemas por conta própria levando em consideração prazos e orçamentos. E como saber se se gosta de resolver problemas? Bem, gostas de jogar jogos de estratégia? resolver um puzzle, jogar xadrez ou jogos de computador, ...? Se sim, a programação poderia ser algo para ti.

2. És criativo

Há uma suposição comum de que a programação é apenas lógica e nada tem a ver com criatividade, mas isso não é de todo verdade. Claro, é lógico, mas algumas das soluções são muito complexas para serem resolvidas pela lógica. Na maior parte dos casos é preciso tornarmo-nos mais inovadores, porque existem várias soluções para um problema. Assim, depois de se ter uma ideia do básico, é aí que a criatividade e a improvisação começam!

3. Gostas de criar / construir coisas

Criar e construir o teu próprio material é incrível! Se a curiosidade sobre como as coisas são feitas e como funcionam é algo que te atrai, então provavelmente serás um criador, ainda que por vezes possas não ter todas as ferramentas à tua disposição. Ainda assim, esse interesse e vontade de saber responder às perguntas “Como”, “Porquê”, ou mesmo criar algo do zero demonstra que és um candidato perfeito para ser um programador! Esta vontade possibilita-te aprender skills que são fundamentais para tornar essas ideias uma realidade.

4. És interessado por ciências da computação

Adoras ler sobre a história dos computadores e as suas origens. É importante conhecer o que já está feito, desenvolvido e/ou descoberto. Não adianta reinventar algo que já funciona na perfeição. Portanto, levar em consideração o que os outros já descobriram e construir com base nisso tornar-te-á mais eficiente.

5. Adoras tecnologia

Seja a versão mais recente de um smartphone, computador, máquina fotográfica ou consola de jogos! Estás certamente interessado em saber como é que a tecnologia pode contribuir para o mundo e estás motivado para desenvolver sistemas e produtos inovadores. Estás curioso sobre o futuro e pensas em como podes contribuir com o teu conhecimento tecnológico.

6. Gostas de trabalhar em equipa

A programação exige muito trabalho de equipa. Os códigos têm que ser revistos e aprimorados. Trabalhar em equipa é obviamente uma mais-valia quando se pretende apresentar um código que cumpra todos os requisitos, livre dos conhecidos bugs e que cumpra todas as funcionalidades pretendidas. Seja a trabalhar numa empresa integrado numa equipa, ou por conta própria como freelancer, é sempre necessário saber interagir e cooperar com as pessoas. Temos de saber receber críticas construtivas e lidar com elas da melhor forma, ouvir sugestões e apresentar as nossas ideias da melhor maneira. Temos muitas vezes de argumentar e clarificar essas mesmas ideias de forma a ser o mais compreensível para os outros. Uma boa comunicação é fundamental.

7. Boa memória e atenção aos detalhes

Detalhe, detalhe, detalhe. Programar tem tudo a ver com o detalhe. Mesmo que um pedaço de código possa parecer funcional, uma pequena desatenção pode significar que esse mesmo código cumpre apenas uma parte do plano funcional, ou no pior caso, cria uma falha no sistema que não estava sequer equacionada.

Além disso, quando estamos a programar, alguns problemas podem parecer completamente irrisórios à primeira vista. Mas às vezes pode ser bem diferente. Se pensarmos em como abordar um problema específico podemos encontrar soluções por vezes baseadas em experiências passadas que são úteis para resolver este novo problema. Como programador, precisamos ter em consideração muitas informações e estar ciente de como elas interagem umas com as outras.

8. Auto motivação e uma paciência incrível

Tornar-se um programador não é algo que acontece da noite para o dia. Leva muito tempo, trabalho e paciência. Haverá muitos momentos em que parecem levantar-se mais problemas do que soluções e só apetece desistir. O importante é tentar ultrapassar os obstáculos em certas ocasiões da melhor maneira que conseguirmos sem nunca desistir. É obvio que ser organizado, persistente e altamente motivado ajudará bastante a alcançar os nossos objetivos. Antes de começar a programar, é necessário saber "porque queremos programar" (qual o problema que queremos ver resolvido, qual o projeto que queremos assumir, etc). Estes objetivos serão algo que nos manterá motivados em todo o nosso percurso.

Ainda assim, mesmo quando conseguimos atingir um nível muito alto de conhecimento e experiência, o processo de aprendizagem em programação é interminável, uma vez que é algo que está em constante processo de evolução. Isto torna tudo mais desafiante e emocionante!

CONCLUSÃO

Levando tudo em consideração, acreditas que poderias ser um programador incrível? Ainda assim perguntas: “Mas por onde começar?

Há muitas maneiras de aprender a programar e cabe a cada um de nós escolher qual a mais adequada, seja on-line ou de forma presencial.

programming signs programação sinais programador developer python web development motivação motivation teamwork trabalho em equipa tecnologia aprender

Sabe mais sobre os nossos cursos

Programação para Iniciantes (Python) - Fins-de-Semana

Programação para Iniciantes (Python) - Fins-de-Semana

Lisboa 22.06.2019

Aprende as bases de programação, e torna-te num verdadeiro programador. Este curso tem a duração de 4 semanas, com sessões de três hora uma vez por semana ao sábado.

A partir de 199 EUR

Candidata-te aqui
Web Development 1

Web Development 1

Lisboa 02.09.2019

Aprende a criar websites e aplicações da web. Neste curso de 12 semanas vais aprender a desenvolver ambos front-end (HTML, CSS) e back-end (Python).

A partir de 399,00 EUR

Candidata-te aqui

Subscreve a nossa newsletter!